Lords of the Fallen

Lords of the Fallen 1.0

Se você cair, é só pegar de volta e fazer novamente

Lords of the Fallen parece estar orgulhoso de seu status honorário de alternativa acessível ao Dark Souls. Mas com Dark Souls 2 ainda prendendo a atenção das pessoas com o seu DLC e vasta experiência de gameplay, será que Lords of the Fallen oferece suficiente para atrair os recém-chegados ou fãs do gênero?
Ler descrição completa

PRÓS

  • Clima intenso
  • Muitos combates
  • Variedade de inimigos e armas

CONTRAS

  • Falta variedade

Bom
7

Lords of the Fallen parece estar orgulhoso de seu status honorário de alternativa acessível ao Dark Souls. Mas com Dark Souls 2 ainda prendendo a atenção das pessoas com o seu DLC e vasta experiência de gameplay, será que Lords of the Fallen oferece suficiente para atrair os recém-chegados ou fãs do gênero?

Almas caídas

Com foco dado nas animações e no ritmo de ação, as comparações com os jogos Souls são certamente justificadas. Você ainda está sujeito a barras que ditam a sua saúde, resistência e magia; e obviamente é necessário ter uma gestão cuidadosa dos três.

Depois de jugar um pouco mais de tempo com o Lords of the Fallen, no entanto, as diferenças começam a surgir. A estrutura mais linear, com base em objetivo, é uma dessas diferenças. Mas os combates pessoais também são comuns.

Como em Dark Souls, ao morrer os seus pontos XP ficam no mundo, esperando para serem coletados. Aqui, no entanto, depois de ressuscitar, um temporizador começa a reduzir lentamente a experiência resgatável, criando uma pressão de tempo interessante. Em uma ocasião isso me fez tentar correr de forma desmedida, tentando passar direto por um cavaleiro para recuperar o meu XP perdido. Infelizmente, minha atitude me levou a outra criatura feroz e, com o cavaleiro me perseguindo, eu acabei ficando encurralado. Uma morte rápida e nenhuma lição aprendida: eu me vi repetindo o processo, cada vez perdendo mais do meu precioso XP.

Pequenas alterações similares existem em todo Lords of the Fallen e servem para misturar as coisas apenas o suficiente para mantê-lo interessante para os veteranos de Dark Souls.

Old school

Lords of the Fallen oferece uma vasta gama de armas e armaduras para alterar a forma como Harkyn ataca e defende seu caminho através do combate. Além disso, há algumas opções extras, como as diferentes magias e um desafiante projétil detonador.

Mas, para cada coisa que o combate faz direito, há sempre uma pequena coisinha para criticar. O mais notável destes problemas é que grande parte do jogo parece que foi projetado com um mouse e teclado em mente, em vez de um pad.

Há vários recursos que são ativadas ao segurar um botão específico, o que é muito incômodo, especialmente quando alguns dos botões do pad ficaram sobrando, sem função. Embora isso provavelmente tenha algo a ver com minhas 300 horas de memória com Dark Souls, você não pode se basear de uma forma tão descarada em um jogo e não esperar que as comparações ocorram.

O que não quer dizer que os controles WASD oferecem uma opção significativamente melhor. Ataques leves como o botão direito do mouse, enquanto os ataques pesados dependem da tecla E. Estes, juntamente com uma dúzia de outros comandos, são administráveis, mas mal pensados.

Brincadeira nevada

Tecnicamente, Lords of the Fallen fica ótimo em um PC, mesmo com uma máquina poderosa eu ainda tive que brincar com algumas configurações para obter um bom equilíbrio de aparência e desempenho.

Com ambientes góticos opressivos, cheio de horrores de pesadelo e criaturas gigantescas, Lords of the Fallen é implacável em sua atmosfera escura. O efeito colateral disso é que tudo parece um pouco repetitivo e deprimente. Enquanto Dark Souls alterava regularmente o seu mundo, passando de aldeias embebidas no sol a pântanos, os castelos e vilas cobertas de neve de Lords of the Fallen não saem do mesmo tom.

Os desenhos dos personagens e criaturas têm um peso impressionante e influenciam em grande medida a sensação de jogo. E você nota ao enfrentar diferentes resistências de cada inimigo e estilo de combate, que estão enraizadas no desenho ao invés de algum status arbitrário. De fungos-arqueiros a aracnídeos que se escondem nas vigas, a variedade de inimigos que você enfrenta é impressionante, mas se conforma com um visual previsível.

Harkyns volta ao Dark Souls

Lords of the Fallen tenta (e falha) ao tentar ir lado a lado com Dark Souls, mas isso não deve minar as conquistas do jogo. É uma boa alternativa para um jogo que definiu um gênero e, enquanto os fãs do original podem, ter alguma dificuldade para se adaptar, os recém-chegados podem apreciar sua perdoável dificuldade e história arredondada e acessível.

Estou feliz por ter Lords of the Fallen em minha coleção. Embora talvez não seja o meu primeiro amor, é uma amante fina e atraente, com boa jogabilidade.

— Aventura —

Lords of the Fallen

Download

Lords of the Fallen 1.0